Monte seu Long para Dancing/Freestyle

Comentários (1) Entenda seu Longboard, Todos

Recebo muitas perguntas sobre setup ideal para Dancing e Freestyle e aqui estou eu tentando explicar de forma clara como você pode chegar ao seu objetivo. Qualquer dúvida deixe seu comentário.

Dancing e Freestyle, na minha opinião, é uma forma de expressar a criatividade sobre o skate sem ter um objetivo pré determinado em mente, a ideia é realizar passos de “dança” e manobras combinadas com o máximo de fluidez possível. O desejo do rider é alcançar o “groove” mantendo o skate em movimento e linkando seus truques formando uma sequencia.

Estas duas modalidades se tornaram irmãs gêmeas, muitas vezes estão de mãos dadas e tanto se misturam que hoje praticamente se tornaram uma só modalidade. Porém posso destacar suas diferenças mesmo achando que isso não seja de grande importância.

Dancing: Manobras de borda aonde o rider “dança” sobre toda extensão do deck. Inspirado no board walking do longboard surf das décadas de 1950 e 1960.

Destaco aqui um vídeo mais focado no Dancing:

Freestyle: Hoje as manobras de Freestyle se misturam com outras modalidades, além do Dancing o Freeride também se apropria de pitadas deste estilo. O Freestyle no longboard é o que mais se aproxima do skate streeat. Em poucas palavras o Freestyle tira mais o deck do chão com manobras como shove it, flip, tager clow, no comply e etc.

Destaco aqui um vídeo mais focado no Freestyle:

Deck: Você pode “dançar” em qualquer tamanho de deck, é apenas uma questão de quanto espaço você vai ter ou querer para seus pés. Sugiro um shape de pelo menos 40″ (Rayne Forge). Alguns riders que tem foco no dancing já partem para medidas acima de 46″ (Longboard Larry Komodo). Sobre a flexibilidade sugiro conversar com o fabricante para saber qual deve se adequar ao seu peso. Para freestyle temos decks que começam com 34″ (Original Apex 34), se o seu foco é ter um setup leve já comece pensando no peso do deck. Dê preferência com kicktails. Sobre concave, a maioria dos riders preferem rocker ou camber, W é o menos usado.

Aqueles que amam truques e dança desejam um deck que abarque ambas necessidades. Minha sugestão é procurar um deck mais simétrico possível, com dois kicktails e espaço suficiente para o board walking (Simple Platypus)

Sobre a composição de materiais, posso dizer que as marcas usam inúmeros materiais que vão desde Bamboo, Marfim, Fibra de vidro, Carbono… com a intenção de chegar em um resultado que dê leveza e durabilidade.

Destaco aqui este vídeo que exemplifica bem a união de estilos que citei acima:

Truck: Peça importante que bem regulado irá contribuir para o flow e fazer principalmente a sua dança ficar mais bonita. Procure trucks cast como o Paris V2, Bear G5, Caliber 2, etc, nada de trucks de precisão por aqui. Sua procura é por um truck leve, “virador” e que tenha rebote suficiente para sempre voltar para o centro de forma equilibrada. Não use trucks simuladores de surfe para Dancing/Freestyle, pois não são indicados para esse tipo de performance. Normalmente a maioria dos riders usam trucks de 180 mm, porém também pode-se usar 160 mm para ter um truck mais leve, porém será menos estável.

Amortecedores/Bushing: Minha sugestão é um mix com barril (Bottom = Board side) e cone (Top = Road side). Assim você obtém estabilidade e “curvabilidade” ao mesmo tempo, bem como o importante rebote. A dureza do amortecedor varia de acordo com o peso do rider. Cada marca tem a sua indicação, mas muitas vezes é uma questão de gosto pessoal.

Roda: Minha ressalva é apenas com rodas muito altas e com pouca área de contato (Moronga). Procure rodas que tenham mais equilíbrio neste conjunto (Stimulus) . Minha preferência é por rodas de 70mm, mas sugiro tamanhos de 65 até 72 mm, são muitas opções no mercado. Caso sua necessidade seja um setup leve, utilize rodas menores como as de 65 mm. Com relação ao Bearing Seat prefiro rodas offset, também por uma questão de equilíbrio e estabilidade, principalmente em manobras que exigem maior controle como manual e slides.

Rolamento: Não tem grande relevância para estas modalidades, como sempre sugiro, um ótimo custo beneficio são os Redz da Bones.

Dicas: Na montagem de um novo setup, ou se você estiver iniciando sugiro começar com os amortecedores mais apertados e ir folgando com o tempo em que seu equilíbrio for aumentando. Sobre a Flexibilidade do deck, caso seu estilo for mais para manobras que tiram o skate do chão sugiro um deck com menos flex por conta da resistência, equilíbrio e estabilidade na hora da sua aterrissagem. Um tamanho de deck que indico como um meio termo para ambas modalidades seria algo em torno de 42″ como o Sama.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on TumblrEmail this to someone

Uma resposta para Monte seu Long para Dancing/Freestyle

  1. LUCAS DE SOUSA ANDRADE disse:

    Queria Montar Um LongBoard So Para ve quanto sairia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>